quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Bacalhau com batata palha gratinado


6
Lembro que estava ansiosa e com pretensões de brilhar, no jantar de anos do meu queridinho, com um rolo de porco recheado com azeitonas, que foi quase um fiasco...

O mesmo não posso dizer, de um jantar que não careceu nem metade do tempo de preparação, e que esperava que fosse muito criticado, porque o meu pai não é fã da batata palha de pacote...

Uma vez mais, ENGANEI-ME!!! E, ainda bem, porque acho que não suportaria mais uma derrota.

Esta receita de bacalhau é com pão, mas como alternativa propõe a batata palha de compra, a que recorro sempre que a preparo.

Desta vez, e como em todas as outras receitas que já partilhei, fiz algumas alterações. Até porque, como comentei, é um prato que repeti mais de uma vez, e o bom das repetições é que podemos adaptar às diferentes sugestões.

Ingredientes:
2 postas de bacalhau
1 dente de alho
1 folha de louro
300 gr de batata palha
0,5 dl de leite
azeite q.b.
200 gr de aipo (bola)
2 dentes de alho
3 cenouras
2,5 dl de natas
60 gr de manteiga
1 ramo de salsa
sal q.b.

A lista de ingredientes é assustadora, mas a receita é simples. Começo por cozer o bacalhau, quem quiser pode optar por cozê-lo em leite, reservando-o para amolecer a batata palha, mas eu cozi em água com 1 dente de alho e 1 folha de louro.

Entretanto, aqueci o leite para amolecer a batata. Recomendo leite magro, para diminuir o excesso de gordura.

O bacalhau já está a arrefecer para ser desfiado, e a batata está a amolecer. Agora, é necessário ralar as cenouras e o aipo, e picar a salsa.

Com tudo preparado, aqueço um fio de onde refogo o aipo e o alho. Se não encontrarem o aipo em formato bola, podem usar cebola, que é o ingrediente da receita original. O aipo é menos ácido, e além disso tem um sabor muito agradável, quase exótico mas muito suave.

O bacalhau já desfiado é adicionado ao refogado, ao qual acrescentamos as cenouras, envolvendo. A batata é o próximo personagem a entrar em cena!

Mas, é importante que já tenhamos a mistura da manteiga e das natas preparada. Deixo a manteiga derreter, e sem queimar, adiciono as natas, que mexo e deixo aquecer.

Portanto, depois das batatas estarem bem envolvidas no bacalhau, adiciono a mistura anterior. Agora, o meu toque, acrescento também o leite onde as batatas amoleceram. Por último, a salsa picada e um pouco de sal para apurar o tempero.

Utilizo um pirex de ir ao forno, untado com manteiga, e o forno é previamente aquecido a 175º. O bacalhau fica a gratinar por 30 minutos.


Em tempos, utilizei pão ralado por cima, mas desta vez decidi não o fazer, e acreditem que o resultado foi espectacular. Na minha opinião, o pão ralado seca esta receita, e ficamos satisfeitos mais depressa, sem apreciar a verdadeira e harmoniosa mistura de sabores.


Um pirex para 6 pessoas em boas porções, foi devorado por 4 pessoas! Não me lembro de ver o meu pai comer tão bem um dos pratos cozinhados por mim, até a minha mãe estava impressionada.


Tenho mais uma receita para comentar convosco, um delicioso bolo de chocolate de 4 camadas, exacto, 4 camadas. Simplesmente maravilhoso!


Bon appétit!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela tua participação!