quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Conservação de alface e tomate

Antes de avançar para novas receitas, não querendo retirar o crédito a blogues concorrentes muito bem estruturados, deixo algumas dicas!





Conservação dos vegetais e ervas frescas:


Infelizmente não estou satisfeita com a oferta do Hiper daqui da zona, porque as alfaces ou têm muitas folhas estragadas, ou temos de pagar o excesso de terra ou de água... Já faço como outros clientes, que as tiram do saco e eliminam as primeiras folhas.



De regresso a casa ou logo que seja possível, sugiro que lavem toda a alface, para quem necessite de a desinfectar podem recorrer a algumas gotas de vinagre deixando-as em água por aproximadamente 30 min. Com o apoio do tupperware para secar os legumes, retirem o máximo de água.



As folhas são embrulhadas no papel absorvente, que conservará o vegetal, protegendo-o do frio.



Aproveitem para separar logo por sacos a quantidade média que necessitarão por refeição.



A dica da separação é excelente, pois depois de um dia de trabalho, a tarefa de lavar, secar e preparar a alface para a salada parece um castigo, principalmente se temos por hábito preparar salada para acompanhar todas as refeições em família.



O truque do papel absorvente pode ser usado também para as ervas que ficam no frigorífico como os coentros, a salsa e a hortelã.









Conservar tomates:




Para quem tem pouca experiência em culinária e nas diferentes tarefas domésticas, todos os truques e dicas são úteis. E como adoro todos os pratos que incluem tomates, sempre foi uma frustração conseguir conservar por mais tempo. Até ler numa revista, cujo nome não recordo, que conservá-los polvilhados com farinha conserva por mais tempo.



A farinha absorve a humidade evitando o amadurecimento prematuro! Estamos a falar de uma semana e não de semanaS.








Continuem por aqui...

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela tua participação!