domingo, 9 de janeiro de 2011

Bacalhau com natas


3


Queria deixar a receita da sopa de couve e massa, mas desisti da ideia porque a foto não estava nada boa e a sua preparação não correu da melhor forma. Vou repetir e depois comento. Até me sinto uma expert!

A receita do bacalhau com natas é das minhas preferidas. Depois de a prepararmos uma série de vezes, parece que não dá tanto trabalho como pode aparentar.

Se tivermos tudo esquematizado é muito mais rápido. Por exemplo, se antes de colocar o bacalhau a cozer, descascarmos as batatas, no momento da sua cozedura, podemos aproveitar para cozinhar a cebola e preparar o molho bechamel.

Vamos aos ingredientes:
1 posta de bacalhau bem generosa
água e 1 folha de louro para a cozedura
1 cebola
60 gr de manteiga (para amolecer a cebola)
60 gr de manteiga
2 colheres de sopa de farinha maizena
4 dl de leite
2 dl de natas
sal q.b.
noz moscada q.b.
pimenta q.b. (para a preparação do molho bechamel)
batatas para fritar (aproximadamente 10 batatas tam. médio)
óleo (para fritar as batatas)
pão ralado (para polvilhar)

As batatas estão descascadas e cortadas aos cubos (=1/4) e a água para cozer o bacalhau já ferveu. Coloco o bacalhau na água fervida e adiciono uma folha de louro. Deixo o bacalhau cozer por 10 min. para garantir que fica bem cozido.

A fritadeira está ligada, e enquanto aquece, aproveito para tratar da cebola e do molho bechamel.

A cebola é cortada finamente às meias luas e colocada numa frigideira onde vai amolecer na manteiga já derretida. Reservando depois de pronta.

Para o molho bechamel, deixo a manteiga derreter. As 60 gr de manteiga, para mim, correspondem a duas colheres de sopa mal cheias. Depois de derretida adiciono a farinha, que desta vez foi maizena, e que adorei o improviso, pois acho que ficou muito mais cremoso. A maizena absorveu a manteiga e ficou com um maravilhoso tom amarelo dourado que dá vontade de comer à colherada! Adicionei 4 dl de leite mais 1 dl de natas, que mexi muito bem com uma varinha de varas para eliminar grumos. Mexi em lume brando até engrossar. Ao engrossar desliguei o lume, adicionei mais 1 dl de natas, temperei com uma pitadinha de sal, noz moscada e pimenta.

As batatas já estão fritas e o forno já está ligado a 175ºC.

Unto um pirex de ir ao forno com manteiga, faço uma camada de batata por forma a preencher o fundo, depois disponho o bacalhau desfeito em pequenas lascas o que faço manualmente e sem recorrer ao tradicional método do pano, porque gosto de sentir o bacalhau. A cebola fica por cima do bacalhau, e por último mais uma camada de batata.

Faço camadas, mais já encontrei receitas que sugerem que se misturem todos os ingredientes, colocando depois no pirex.

Disponho o bechamel sobre toda a superfície, polvilhando depois com o pão ralado.

Fica no forno por 40 min.

Estava muito saboroso, e o S. disse que nunca havia preparado um bacalhau com natas tão saboroso, provavelmente foi das natas Alpro.

Depois de preparar os sonhos, e depois do bacalhau com natas que implica a utilização de 1 frigideira e 2 panelas, imaginem como ficou a cozinha! Como detesto ver a cozinha muito desarrumada, e enquanto a comida estava no forno, aproveitei para lavar e limpar toda a loiça. Ainda tive tempo de preparar uma salada e preparar a mesa para o jantar. Claro que ainda consegui preparar a máquina para lavar a roupa.

É uma questão de bom feng shui.

Bon appétit!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pela tua participação!