segunda-feira, 11 de julho de 2011

Iogurte caseiro! Novidade por estas bandas!

Esta manhã pensava nas qualidades herdadas aos meus pais, e concluí que sou orgulhosa como o meu pai e teimosa como a minha mãe. Lembrei-me dos questionários preenchidos quando procurava emprego e que sempre pediam para descrever a personalidade em pontos fortes e fracos. Sempre achei esses testes uma fraude, pois podemos pintar-nos como se fossemos as melhores pessoas à face da terra, depois compete ao avaliador perceber se fomos verdadeiros ou se apenas estávamos a representar por escrito! Nada melhor do que o convívio diário no mesmo espaço de trabalho para percebermos as verdadeiras qualidades e as qualidades menos boas dos colegas. Afinal, a teimosia e o orgulho podem ser boas qualidades. A teimosia porque num momento de desespero não desistimos até estar tudo resolvido. O orgulho porque não queremos que nos apontem erros, por isso aplicamo-nos um pouco mais.



Hoje quero apresentar-vos a minha nova ajudante na cozinha, que vem responder a uma pequena grande memória de infância! Os iogurtes feitos pela mãe! Aqui estou eu cheia de orgulho da minha mãe, enquanto excelente gestora doméstica!





As dicas na preparação vieram daqui e foram seguidas à risca! É obrigatório comentar a dificuldade em encontrar leite em pó. Depois de percorrer kilómetros dentro do hiper aqui da zona, que por sinal vai de mal a pior, lá decidi espreitar a secção biologica, onde encontrei leite de soja em pó.


Ingredientes: - 900 ml de leite; - 1 iogurte natural; - 100 gr de coco; - 3 colheres de sobremesa de açúcar; - 1 colher de sopa de leite em pó.


Modo de preparação: Ferva o leite e depois deixe arrefecer, utilizando-o morno. Misture o iogurte natural com o açúcar, o coco e o leite em pó. Adicione o leite à mistura anterior. Distribua pelos copinhos devidamente esterilizados e coloque na máquina.


(Não mexi o iogurte, por isso parece um pouco espesso)


Agora, pequeninas observações! Como acho o leite de soja um bocado doce e como o iogurte natural era açúcarado, reduzi a quantidade de açúcar para metade da que a Gasparzinha sugere.



Deixei por 12 horas na máquina porque usei leite magro, mas se tivesse deixado por apenas 11 ou 10, acho que não faria mal.



Adorei a experiência, e até o S. achou excelente ideia!


Afinal, dá pouco trabalho, economizamos na compra dos iogurtes, poupamos o ambiente porque reduzimos o consumo das embalagens de plásticos e o cartão que as envolve, e sabemos o que estamos a comer. Excelente forma de poupança!


Espero que gostem!

10 comentários:

  1. De coco nunca exprimentei, mas adoro coco, devem ter ficado deliciosos...

    Bjs.

    ResponderEliminar
  2. Também tenho uma yogurella :) É uma bela máquina!

    ResponderEliminar
  3. Olá
    Também eu comprei uma iogurteira há algum tempo, e estou a dorar a experiência.
    Fiquei admirada com a dificuldade em encontrar leite em pó.
    Por estas bandas todas as pequenas mercearias o têm.
    Eu encontro facilmente na secção do leite, até comprei leite em pó magro.
    Estes iogurtes de coco estão com excelente aspecto.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. Olá Célia, Ameixa e Felismina!
    Obrigada pelo vosso comentário. A maquineta é de facto de grande ajuda, permitindo decidir ingredientes e sabores, sem (ou com) remorsos.
    Célia, fui ao Continente de Oeiras, que na minha opinião podia ser melhor gerido. Procurei na secção do leite e não encontrei nada de leite em pó. Encontrei diferentes variedades de leite UHT que deduzo referir-se a líquidos. Deduzo porque não encontrei nada de pós! Lembrei-me de espreitar junto das farinhas, conselho da mãezinha que desconfiou que podia estar juntos dos amidos de milho. Encontrei os amidos e encontrei também pão ralado de diferentes sabores e ainda!, farinha para fazer pãezinhos de queijo (esta interessou-me). Teimosa! Não podia deixar de ir até à secção dos bolos onde encontrei em tempos, fermento de padeiro! Claro que não tinham leite em pó! Foi aí que me lembrei de espreitar a secção biológica, e decidi comprar o tal do leite em pó de soja, porque estava decidida a usar a máquina que já tinha uma semana de compra e zero de produção de iogurtes.
    Esta é a história do leite em pó de soja!
    Diz a minha mãe, e eu acredito, que o Minipreço vende! Então, como é possível que o Continente não tenha? Tio Belmiro, se ler este post, por favor considere-o como uma crítica construtiva, e se faz favor, peça para encomendarem este produto, assim como a tal da cuajada que também não existe neste Continente!
    E, por favor, tenham sempre em stock o Frutis Fresh! Obrigada.

    ResponderEliminar
  5. Bela máquina e belo apelo ao titio belmiro lol. :)
    também ando com estas maquineta nos pensamentos lol. Beijocas.
    P.S. Belos iogurtes.

    ResponderEliminar
  6. Eu adoro iogurtes caseiros!!!Faço imensas vezes.
    Eu faço mesmo sem o leite em pó, ficam um pouquinho mais cremosos, mas eu gosto muito assim.... eu ponho no liquidificador, 800ml de leite, 1 iogurte natural, e 6 colheres de açucar, e levo a iogurteira 8 horas,
    ficam mesmo como eu gosto!! (mas os gostos não são todos iguais)
    mesmo agora acabei de comer um com morangos, hummm!!!
    Bjs

    ResponderEliminar
  7. DEVE SER BEM DELICIOSO.
    COMO BASTANTES IOGURTES E NUNCA ME DEU PARA COMPRAR UMA IOGURTEIRA.
    COMO GULOSA QUE SOU GOSTO MAIS DOS DE PEDAÇOS DE PREFERENCIA DE CEREAIS.
    BOA SEMANA
    BJS

    ResponderEliminar
  8. Bom dia Sarinha! Obrigada pela visita e comentário. (Já vou espreitar a tua cozinha!) Tu contagiaste-me com a ideia de comprar a MFP, pois se as fotos dos teus bolos são lindas, nem quero imaginar a textura e sabor. Por isso, espero contagiar-te com a iogurteira. Hoje, vão sair iogurtes de limão e canela.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  9. Bom dia Élia! Todas as sugestões são bem vindas. Na próxima experiência vou seguir a tua sugestão.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. Bom dia São! Também eu sou gulosa por iogurtes sejam de sabores, pedaços, ou cereais. Se visitares o blog da Gasparzinha: No soup for you, vais ver que é impossível não querer ir a correr comprar a máquina.
    Beijinho

    ResponderEliminar

Obrigada pela tua participação!