quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Será bimbalhice?



Ontem fui com o S. jantar fora. Não me apetecia cozinhar, e apetecia-me conversar com o meu querido. Além do mais os últimos dias foram complicados a nível profissional e precisava afastar-me de casa. Se bem que a vida profissional foi um dos assuntos abordados.

Pedi tamboril com molho de gambas. Estava uma delícia, e o prato valeu cada cêntimo. Não comi tudo porque estava satisfeita. Como não estamos para mandar dinheiro pela janela, quando o senhor empregado veio à nossa mesa perguntar se a refeição estava do nosso agrado, respondi que sim e pedi para embalar o resto do meu jantar (2 postinhas de tamboril), pois eu tinha gostado muito.


O S. disse: "Podias ter dito que era para o gato!". Porquê ter vergonha? Não estava propriamente num Espelho de Àgua (que acho que já nem existe) ou algo que o valha. Paguei, gostei e levo comigo. Até porque, se eu fosse empregada, ao virar costas pensaria: "Deve mesmo ser para o gato! É masé pra ti, ó gorda!".


E pronto. Na minha opinião, não devemos ter vergonha, já diz o ditado que quem tem vergonha passa mal.


E vocês? Pediriam a comidinha para o gato, para o cão ou para o piriquito?

6 comentários:

  1. Olá!

    Não, pediria só para levar, porque acho que não tenho que dar explicações. Paguei e quero levar o que estou a pagar!

    Uma vez a minha mãe com vergonha disse que era para o cão e veio tudo desfeito dentro de um saco! Moral da história: não devemos enganar, porque teve que ser mesmo para o cão!

    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Claro que nao, por acaso quando vou jantar ó almoçar fora com o meu marido e os meus filhos e se sobra comida sao mesmo os proprios empregados que perguntam se queremos que embrulhe... afinal estamos a pagar... Nao me preocupa nada... fizeste muito bem!!

    Beijocas

    ResponderEliminar
  3. Ainda bem que concordam comigo! Saí do restaurante descansada da vida. E hoje, almocei sem me preocupar nem um bocadinho. Mas Viciante, fartei-me de rir com o teu comentário! Descansa que deve acontecer a muito boa gente!
    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Tu não tens vergonha nenhuma! Nem mais, o meu maridinho faria a mesma coisa que o meu primo e coraria até ás orelhas! HÁ QUE POUPAR! Mulheres ao poder! Beijokas!

    ResponderEliminar
  5. OLá!
    Já me fartei de rir... com essa dos restos pó gato ou pó cão!!!
    Amiga, é assim mesmo: pagaste, então é teu!
    Agora até há restaurantes onde é o próprio empregado a perguntar se queremos levar, como no caso do leitão, do bacalhau ou do chinês (da comida chinesa, claro!... não vá o chinoca querer ir embrulhado prá tua casa !)
    Claro que se fores a um daqueles restaurantes etc e tal... não vais pedir que te embrulhem os restos! Até porque não há restos: o prato leva um esguicho de molho vermelho, mais 3 pintinhas de molho preto... uma batata do tamanho de bola de golfe e um croquete que não sabes se é de peixe ou de carne... enfeitado com uma folhinha de rúcula! Achas que vai sobrar para mandar embrulhar??? Não!!!
    Olha! Continua assim!
    Bjs
    Teresinha

    ResponderEliminar
  6. Querida Teresinha! Se o chinês tivesse jeito para as tarefas domésticas, bem que podia vir embrulhado! O que nos temos rido com esta história!
    Beijinhos e bom fim de semana para todos!

    ResponderEliminar

Obrigada pela tua participação!