terça-feira, 31 de maio de 2011

Passatempo promovido pela Mariana

Está a decorrer um passatempo no blog da Mariana!


O prémio é interessante! Não perdemos nada em participar.

Peixinhos da horta

Ainda sobre as refeições preparadas durante a estadia do primo T., e por termos falado sobre o consumo de vegetais, ficou decidido que o jantar de sábado seriam peixinhos da horta.


Aproveitei a ida ao hiper do costume para reciclar as lâmpadas, as pilhas e os tinteiros. Só falta entregar as tampinhas que fomos recolhendo nos Bombeiros. Sabiam que são aceites todas as tampas, além das que vêm nas garrafas de água? Para mais informação, ler aqui.



Não imaginava que ficaríamos de volta do fogão quase 1 hora a fritar os peixinhos, mas valeu a pena. Nem comento a hora a que jantámos...

Ingredientes: - 750 gr de feijão-verde; - 300 gr de farinha com fermento; - 4 ovos; - salsa; - 1 cebola; - sal q.b.; - água q.b.; óleo para fritar.


Modo de preparação: Comece por cozer o feijão durante 15-20 min em água fervente. Depois de cozido, escorra e reserve. Pique a cebola e a salsa finamente. Bata os ovos, tempere com sal e adicione a cebola e a salsa. Numa tigela coloque a farinha e acrescente a mistura anterior, mexa e vá adicionando água, até conseguir uma mistura com relativa consistência para "colar" ao feijão. Passe o feijão pelo pome e leve a fritar no óleo bem quente até alourar. Reserve sobre papel absorvente para ir escorrendo até fritar todos os peixinhos.


Além do creme de espinafres servido como entrada, acompanhámos os peixinhos com arroz de tomate.




Espero que gostem!

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Cheesecake de Limão



Existe melhor forma de receber um convidado do que com um bolinho? Ainda por cima se preparado às 02h00! E que sorte ter esperado, pois com a chegada do nosso convidado, chegaram ovos fresquinhos!

Comi uma fatia, até porque tinha uma série de tarefas que queria terminar antes de dormir, tais como organizar o frigorífico, arrumar a cozinha, colocar a máquina a lavar, e ainda preparei pão para fazer no forno logo pela manhã.

Fomos dormir entre as 04h00 e as 05h00, até porque o meu corpo já não suportava tanto cansaço!


Ingredientes para 6-8 pessoas: - 200 gr de bolachas de canela; - 100 gr de manteiga; - 2 embalagens de philadelphia; - 1 pacote de natas; - 80 gr de açúcar; - 2 colheres de sopa de farinha; - 2 ovos; - raspa e sumo de 1 limão.

Modo de preparação: Comece por triturar as bolachas reduzindo-as a pó, depois adicione a manteiga e misture bem. Cubra uma forma de tarte com fundo amovível e leve ao forno a 160ºC por 10 min. Retire e deixe arrefecer. Prepare o recheio, colocando numa tigela grande o queijo, as natas, o açúcar e a farinha. Bata com a batedeira até obter um creme liso e espesso. Acrescente os ovos e volte a misturar. Por último, junte a raspa e o sumo do limão e envolva bem. Leve ao forno, na mesma temperatura, por 40 min. Decore com rodelas de limão.



A mim, lembrou-me o gelado fresh de limão que a Olá! comercializou na década de 90. E que eu adorava!




Se não experimentarem, não sabem o que perdem!

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Gratinado de bacalhau com camarão

Na semana passada fomos brindados com uma visita muito especial, o meu sobrinho mais novo que, ao sairmos de casa para um lanchinho com os outros primos, encontrou um gatinho branco muito lindo. Pensando que seria de algum vizinho, e protegendo-o dos cãezitos que habituam outros apartamentos, deixámos que ficasse dentro da nossa casa. Por escassas horas tivemos o gatinho a brincar em casa com tudo o que para nós são meros objectos de decoração. O engraçado desta história, é a relação dos pequenos que entusiasmados com o bichinho, já lhe haviam dado um nome "Fofa", e já haviam decidido quem era o dono do animal. Apesar de ter sido o irmão mais novo a encontrar o bichano, e a batizá-lo, entendeu que por uma questão de respeito, a irmã também podia ser a dona!


Esta semana consegui realizar todas as tarefas a que me propus, com o objectivo de chegar ao final da semana com a casa organizada, por forma a gozar de um pouco de descanso e do maravilhoso sol que se faz sentir.


Ontem o S. fez o jantar! Aliás, tenho de confessar que ontem fui muito mimada. Tive direito a flores!


Tenho de comentar o jantar de quarta, não pela novidade, mas pelo desastre da receita! Este post será editado sem foto, mas adianto que essa situação está ultrapassada.


A receita pareceu simples, e com uma pequena mas saborosa alteração, prometia um verdadeiro manjar.


Ingredientes: - 1 posta de bacalhau; - 8 a 12 camarões; - 8 batatas tamanho médio; - 1/4 cebola; - 2 colheres de sopa de manteiga; - 3 ovos; - 3 dl de leite; - sal e pimenta q.b.


Modo de preparação: Comece por cozer o bacalhau demolhado em água fervente. Separadamente coza os camarões em água fervente temperada com sal e piripiri. Descasque e corte em rodelas finas as batatas. Derreta a manteiga e refogue a cebola. Unte um pirex de ir ao forno com manteiga e faça uma camada de rodelas de batata. Sobreponha o bacalhau desfiado, depois os camarões descascados, a cebola refogada, e termine com outra camada de rodelas de batata. Deite a mistura dos ovos com o leite temperada com sal e pimenta. Leve ao forno por 1 hora a 170ºC.


O que correu mal? Armada em expert, achei que como a batata não foi previamente cozida, devia tapar com folha de alumínio para ajudar a acelerar o processo de cozedura. Pois, o ovo ... cozeu! O que também correu mal? Apesar do meu esforço em cozer a batata que cortei o mais finamente que me foi possível, algumas tinham uma pontinha de batata crua.


Conclusão: Não vou repetir a receita, porque o S. não achou grande piada. Mas, se quiserem experimentar, porque na minha opinião foi uma boa tentativa, cortem a batata com um daqueles acessórios de cozinha que eu ainda não comprei porque, com a mania das coisas bonitinhas, não encontrei um que me agradasse. Falo de um ralador com diferentes modos de corte. A grande novidade, e que está na minha must have list, é o saladino da moulinex, que está em número 1; seguido da iogurteira, que ocupa a posição 2; e a actifry que, na terceira posição, é a que mais falta faz, mas também o equipamento mais dispendioso.


Este fim de semana temos a visita de um primo do S., o T., que é vegetariano! Por um lado é bom, porque aproveito para fazer uma mini desintoxicação, mas por outro lado estou em pânico porque não quero cozinhar nada que seja do seu desagrado. Por isso, depois de sair do trabalho vou investigar receitas. Uma coisa é certa, vou fazer sopinha.



Espero que tenham um excelente fim de semana! E que o bloguer permita comentarmos as mensagens uns dos outros sem restrições...

terça-feira, 24 de maio de 2011

Frango assado com molho de cogumelos

Antes de mais, quero dar as boas vindas a mais uma seguidora, a Célia! Espero que goste do meu cantinho, e que as minhas aventuras na cozinha, e fora dela, contribuam para dias mais alegres!


Ontem tive um dia agitado. Depois de comentar todas as tarefas que consegui realizar desde que saí do trabalho até à hora do jantar, digam se fui ou não a heroína do dia! Comecei por preparar o pão para fazer no forno e preparei a máquina para lavar a roupa depois da 00:00; arrumei a cozinha, o que incluiu limpar a loiça; lavei, cortei e temperei o frango para o jantar; lavei o chão de toda a casa que já havia aspirado; preparei o jantar o que significou fazer também uma canjinha; preparei um caldo com o resto do frango e legumes, para congelar; e caí no sofá cansada de um dia de trabalho.

Encontrei na internet uma receita de frango assado que me permitia estrear a massa de pimento que comprei à alguns meses, o jantar estava decidido. Além disso, tinha a vantagem de me ensinar a preparar o molho de cogumelos, que o S. gostou e disse que as batatas assadas misturadas no molho ficavam muito saborosas.


Infelizmente não tenho foto para acompanhar a receita, pois recuperei a máquina, mas falta o cartão. Perdoem a minha ignorância na área tecnológica, mas a máquina funciona sem cartão? Tenho de experimentar, desde que o pai ligou a avisar que eu não tinha trazido o cartão, nem tirei a máquina da mala.



Segue a listinha dos ingredientes, para duas pessoas: - 1/2 frango; - 1 tomate; - 1/4 cebola; - sal e azeite q.b.; - 5 batatas tamanho médio; - 3 fatias de bacon; - pimentão doce; 3 cogumelos frescos; - 2 colheres de sopa de manteiga; - 1 dl de natas; - 2 pés de cebolinho.


Modo de preparação: Comece por lavar e limpar o frango. Tempere-o com gotas de sumo de limão, sal e barre-o com a massa de pimento. Reserve. Descasque e corte em cubos as batatas. Deite o azeite num pirex de ir ao forno. Acrescente as batatas, o bacon cortado, metade da cebola picada muito finamente, sal q.b. e pimentão doce. Misture muito bem e abra um espaço no centro para colocar o frango. Cubra o frango com o tomate cortado em cubos. Leve ao forno por 1 hora a 150ºC por 30 min, levantando a temperatura para 175ºC por mais 30 min.


Observação: As batatas estavam bem cozinhadas, mas podiam ter ficado melhor, por isso, se decidir experimentar esta receita, sugiro que durante os primeiros 30 min coloque uma folha de alumínio a cobrir para ajudar a cozer.


Já esquecia o molho de cogumelos! É simples, deixe a manteiga derreter, acrescente os cogumelos laminados e deixe-os cozinhar até ficarem castanhos. Acrescente 1 dl de natas e deixe ferver. Triture com a varinha. Como ficou com um sabor muito intenso, o nosso toque especial foi temperar com cebolinho picado.




Espero que gostem!

Selinho "Este blog enche meu coração!"

A semana passada estive de castigo. O meu pai pediu para eu lhe emprestar a sua máquina, que estava em meu poder! Ainda não comprei uma por preguiça, já que estão à venda quase ao preço da chuva.


Aproveitei a semana para uma introspeção e comecei a ler um livro de auto-ajuda, diga-se o que se disser, sempre ajudam. Este é bastante interessante, ensina a não pensar! Qual é mulher que não deseja ter um momento de vazio na sua mente? Eu, pelo menos, estou sempre a pensar, às vezes até me canso. Tenho aquilo por fazer, depois vou fazer aquilo, tenho de lembrar não sei o quê, etc. Estou a falar do best-seller "O poder do agora" de Eckhart Tolle. Já vou a 1/3 do livro, e até ao momento, estou a aprender a controlar a voz dentro da minha cabeça!


Por falar nisso, tenho de comentar um episódio do meu sobrinho mais velho, que por volta dos 6 ou 7 anos disse ao meu irmão que tinha um bicho na cabeça! Um bicho que lhe dava ordens, que dizia: "H. faz isto! Agora brinca assim!". Inicialmente ficámos um pouco preocupados, até que uma das minhas irmãs percebeu que ele conheceu o pensamento!


Actualizando os dias da minha vida, recebi o meu primeiro selinho, da amiga blogueira Nina, cujos blogs acompanho quase diariamente, ou pelo menos, quando consigo fitar a preguiça do computador que exige reforma.





Ao que parece tenho de o oferecer a outros 10 blogs, por isso, segue a minha listinha:












A lista não obedece a qualquer ordem de preferência, mas sim à famosa ordem alfabética, até porque gosto muito de todos!


Comento já de seguida o frango assado com molho de cogumelos que preparámos para o jantar de ontem.





Espero que gostem!

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Fusilli com salmão




Claro que depois de uma partida de futebol, em que o S. alega necessitar de repor os níveis de hidratos de carbono, não podia ficar pelo creme de cenoura. Tinha 2 postas de salmão, mas não me apetecia comer grelhado, até porque já previa que a seguir a despensa seria atacada. Portanto, peguei no livro de culinária "Comer bem, viver bem", e folheei as páginas dedicadas ao salmão, encontrando "Fetuccine com salmão". A ementa, sem direito a sobremesa de requinte, estava escolhida.


Ingredientes: - 1 taça de sobremesa de fusilli; - 1 chávena de chá de ervilhas; - 3 colheres de azeite de malagueta; - 1 cebola; - 2 dentes de alho; - 2 taças de sobremesa de abóbora; - 1 chávena de chá de caldo de galinha; - pitada de sal; - 1/2 chávena de natas magras (cortadas com limão)*; 1 colher de sopa de farinha; - 1/4 de chávena de endro*; - 1 colher de chá de raspa de limão*.


Modo de preparação: - Numa panela com água a ferver, coza a massa e tempere com pitada de sal e um fio de azeite. Passados 5 min acrescente as ervilhas e deize cozinhar até a massa estar al dente (mais ou menos 10 min no total). Numa caçarola antiaderente, aqueça o azeite e refogue a cebola e o alho finamente picados, e deixe saltear por aproximadamente 3 min. Junte a abóbora cortada em pequenos cubos e deixe saltear por mais três minutos, ou até ficar macia. Acrescente o salmão, limpo de pele e espinhas e cortado em cubos. Como não adicionei as natas, polvilhei o preparado com a farinha, reguei com o caldo, e envolvi suavemente até engrossar ligeiramente. Adicionei um fio de leite e envolvi a massa, entretanto escorrida e reservada. Já que o endro não existia em stock, piquei cebolinho saídinho da horta.



Resultado? Só provando!




Espero que gostem!

Creme de cenouras e hortelã



Ontem foi terça feira, dia de futebol, o que significou que não jantámos, mas ceámos. Depois de ver os dois episódios do MasterChef Australia que tinha gravado, apesar de não ter aprendido grande coisa, fiquei inspiradíssima. Já tenho agendada a gravaçao do episódio 31 da 1ª série, onde ensinam a preparar entrecosto que é temperado com uma mistura especial e que ajuda a conferir um aspecto tão delicioso que dá vontade de preparar na refeição seguinte; ainda temos direito a conhecer o truque de fazer maionese, sem grande esforço e com o apoio da trituradora; por último, aprendemos a preparar uma salada com gelatina! Bem, que menú! Com isto, fico a sentir-me uma formiguinha no meio de verdadeiros chef's! Por aqui, o meu S. tem de se contentar com uma amadora com manias de chef, e que numa aventura com a faca de cozinha ia ficando sem um dedo! Nada de grave!

Mentalizada da quantidade de cenouras que abundam no frigorífico, e decidida a preparar um bolo de cenoura coberto de chocolate, troquei as voltas e optei por um creme de cenoura que estava maravilhoso! A cereja no topo do bolo? Foi ir à hortinha buscar a hortelã! Dá um jeitão.

Ingredientes: - 3 cenouras grandes; - 1 colher de sopa de arroz; - 1 chávena de caldo de galinha; - 1 colher de café de açúcar; - 1 colher de café de sal; - 1/2 colher de café de pimenta-de-caiena (usei a mistura de 5 pimentas que adicionei a olho!); - 1 chávena de café de leite meio gordo (usei magro); - hortelã q.b.

Modo de preparação: Ferva as cenouras e o arroz com a chávena do caldo e da água fervida, temperando com o açúcar, o sal e a pimenta. Deixe cozinhar em lume brando até o arroz estar cozido (deixei por 20-25 min). Reduza a puré (antes de o fazer, sugiro que reserve um pouco da água da fervura, evitando que fique demasiado líquido) e acrescente o leite. Sirva decorado com hortelã picada ou inteira.





Espere que gostem! Eu amei!

terça-feira, 10 de maio de 2011

Caril de peixe espada com camarão



Sabem quando precisamos de algo e não encontramos? Foi o que me aconteceu quando decidi que iria preparar esta receita. Fartei-me de procurar a receita, mas em vão! Decidi improvisar, e parece que correu bem, pois de acordo com o S. estava muito bom.

Ingredientes: - 2 postas de peixe espada branco; - 8 gambas; - 2 colheres de sopa de azeite de pimenta; - 1 colher de sopa de óleo; - 1/2 cebola; - 1 dente de alho; - 2 colheres de sopa de polpa de tomate; - 1 dl de leite de côco; - 1 colher de sobremesa de caril; - 1 grão de piripiri cortado; - 1,5 dl de natas; - oregãos picados q.b.

Modo de preparação: Comece por cozer por 5 min o camarão em água fervente com sal e piripiri. No azeite e óleo quente refogue a cebola e o alho, acrescente o peixe espada limpo de espinhas e reduzido a quartos. Junte a polpa de tomate, o leite de côco, o caril e o piripiri. Envolva bem e adicione o camarão descascado. Acrescente as natas e junte um pouco da água onde cozeu o camarão. Deixe cozinhar por 10 a 15 min. Polvilhe com oregãos e sirva acompanhado de arroz de cenoura.

Quanto à preparação do arroz de cenoura: refogue 1/2 cebola num fio de azeite, quando começar a ficar branda, acrescente o arroz e deixe alourar um pouco. Acrescente 1 cenoura descascada e cortada finamente. Adicione o dobro da quantidade do arroz de água fervente. Tempere com sal e deixe cozinhar em ume brando por 10-15 min, ou até absorver toda a água.




Espero que gostem! Por aqui, é uma receita a repetir!

Carne de porco à alentejana




É impressão minha, ou todos começam a sentir a escalada dos preços dos produtos alimentares? A título de exemplo, no passado domingo fui ao hiper do costume e comprei um pacote de açúcar por 0,72€, ontem dei um salto ao hiper para comprar manteiga e reparei que o açúcar estava à venda por ... 0,82€! O S. comentou que provavelmente estavam com escassez. E estou a falar de uma marca branca, pois o açúcar da marca Sidul está quase a 1,00€ por pacote. Se estivéssemos numa época festiva até compreendia. Para rematar, não sei se ouviram as notícias, mas de acordo com sondagens recentes os portugueses diminuriam os gastos com produtos alimentares em 42%. Bem, sinto que vamos voltar à sopa carregada de legumes e à carcaça com ovo estrelado! Afinal, parece que toda a vida apertámos o cinto até não poder mais. E depois, não vamos aumentar o IVA, mas vamos aumentar o IVA! Politiquices!


Deixo uma das nossas receitas preferidas, fácil de preparar e sempre bem vinda!


Ingredientes: - 200 gr de carne de porco; - 2 colheres de sopa de azeite de pimenta; - 1/2 cebola; - 1 alho; - 1 pimenta vermelha; - 4 batatas tam médio; - 2 colheres de sopa de pickes; - azeitonas e salsa q.b.


Modo de preparação: Deixe a carne a marinar de véspera, temperada com sumo de limão (ou vinho branco), sal e colorau. Pique a cebola e o alho e leve a refogar em 2 colheres de azeite de pimenta já aquecido. Descasque as batatas, corte aos cubos e leve a fritar. Com a cebola já branda, acrescente a carne e deixa fritar, alourando bem. Acrescente a pimenta limpa de sementes e cortada finamente. Junte 2 colheres de sopa de polpa de tomate (adicione uma pitada de açúcar para cortar a acidez) e acrescente um pouco de água fervida para ajudar a fazer o molho. Depois de as batatas fritarem, deite-as sobre papel absorvente, juntando-as depois à carne. Polvilhe com pickles, salsa picada e decore com azeitonas. Sirva quentinho!






Espero que gostem!

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Feijoada de marisco

(In Segredos de Cozinha, Nº 23)




Mais uma de peixe! Mas, antes de continuar, e já que expliquei o motivo da minha ausência, não quero deixar de pedir desculpa por não estar a seguir mais atentamente os blogues de que me fiz seguidora, porque o computador está a pedir férias. Tal como a dona!

Caros amigos e seguidores, felizmente abastecemos o frigorífico de peixinho além do bacalhau que temos sempre em stock. Por isso, da nossa cozinha, sairam alguns pratos de peixinho! E este, foi uma novidade, e que rica novidade!

Ingredientes: - feijão branco (equivalente a uma taça de sobremesa); - 8 camarões; - 5 delícias do mar; - 2 dl de caldo de peixe (água + 1/2 caldo Knor de peixe); - 1/2 cebola; - 1/2 pimento verde; - 1 colher de sopa de azeite; - 2 colheres de sopa de calda de tomate; - 1 dente de alho; - 1 pimenta; - coentros q.b.

Modo de preparação: Demolhe o feijão de véspera em água abundante. No dia, coza-o na panela de pressão com água temperada com sal. Coza os camarões em água fervente temperada com um pouco de sal e piripiri, durante 5 min. Escorra e reserve o caldo. Refogue a cebola e o alho, acrescente o pimento e a polpa de tomate. Adicione o caldo de peixe e acrescente os camarões descascados e as delícias do mar cortadas em cubos. Deixe cozer por 5 min e, vá adicionando pequenas porções da água onde cozeu o camarão. Acrescente o feijão e deixe apurar. Sirva quentinho e polvilhado com oregãos. Acompanhe com arroz branco.


Pode, e deve acrescentar amêijoas, parte que saltámos porque o S. não é fã!


Espero que gostem!

Polvo assado

(In Segredos de Cozinha, Nº 23)



Retrocedendo um pouco no tempo, vou partilhar um desejo que tinha de satisfazer: comer polvo. A foto que acompanha a receita original, deixou-me com água na boca e, finalmente, vi realizada a minha vontade.

Confesso que no auge da minha ignorância no que toca a truques e dicas culinárias, sempre cozinhei o polvo em água fervida com sal, até ver um programa onde a Sr.ª cozinheira disse que o polvo deve ser cozido em bastante água, sem sal!

Depois de ir às compras com a mãe, e de ter almoçado na sua companhia, descansar foi palavra de ordem até ao momento de preparar o jantar.

Ingredientes: - 1 kg de polvo; - 4 batatas tamanho médio; - 1 cebola; - 1/2 pimento verde; - 1/2 pimento vermelho; - azeite; - 1 dente de alho; - sal q.b.

Modo de preparação: Coza o polvo em água abundante por 30 min na panela de pressão. Entretanto, descasque as batatas e a cebola e corte em gomos, o pimento corte em tiras. Coloque tudo num tabuleiro e tempere com azeite, sal, e o dente de alho picado envolvendo bem. Leve ao forno por 30 min, e vá agitando ocasionalmente. Passados os 30 min, que devem coincidir com a cozedura do polvo, junte o polvo já cozido às batatas, polvilhe com pimentão (colorau) e leve ao forno por 10 min. Retire e delicie-se.






Espero que gostem!

Creme de beterraba

Ultimamente o meu computador não tem respondido à velocidade dos meus pensamentos, por esse motivo tenho descuidado o blogue, que fica alguns dias por ser actualizado.


Tenho de agradecer as visitas dos amigos e seguidores, a quem dedico as flores do blogue!


Depois de um salto ao Porto, para tratar de um assunto demasiadamente delicado e infinitamente pessoal, e que me deixou de rastos, posso dizer que nos demos ao luxo de ir à Invicta para comer uma Francesinha, que está entre as 10 melhores sandes do mundo! Título, ou posição, muito bem merecido.


Quem me conhece sabe que sou gulosa, mas desta vez contive-me e não comi tudo. Se é pecado? Deve ser. Eu pensei: "Bem, se como tudo, vou ficar mal disposta e arrepender-me redondamente pela minha gula. Por isso, o melhor, é deixar quase 1/3 da sandes. Fico satisfeita e pouco arrependida!" E foi o que aconteceu!


De volta ao ponto de partida, e cansados de quase 7 horas em transportes públicos, um banhinho e uma sopinha quentinha era o que mais desejávamos.


O jantar? Sopa de beterraba!


Podem rir, tal como eu o fiz, mas para quem tenha problemas intestinais, esta sopa faz milagres.


Ingredientes: - 1,2 lt de água fervida; - 1 beringela; - 2 beterrabas; - 1/2 couve coração (pequena); - 1/2 cebola; - hortelã.


Modo de preparação: Descasque a beringela, a cebola e a beterraba (use luvas). Corte a beringela em fatias, a beterraba aos cubos e a couve em juliana (não precisa ser muito fina). Junte todos os ingredientes na panela de pressão, acrescente a água fervida, um fio de azeite e tempere com sal. Deixe cozinhar por 15-20 min. Depois de abrir a panela, deixe arrefecer por uns minutos e reduza a creme. Sirva e decore com folhas de hortelã.


Uma curiosidade: A sopa feita à base de beringela ou courgette dura mais tempo do que a feita com batata. Curiosidade que me deixou muito mais aliviada, porque além de não ter caixinhas suficientes para responder à necessidade de congelar, tenho sopa pronta para qualquer refeição!



Espero que gostem!

terça-feira, 3 de maio de 2011

Azeites aromáticos





Depois do sucesso do azeite de alho, e de investigar outros aromas, temos agora o azeite de pimenta vermelha e azeite de pimenta com louro. A preparação é simples e o resultado fará toda a diferença! Para 300 ml de azeite 1 pimenta vermelha, limpa de sementes e cortada finamente. Para o azeite aromatizado com grãos de pimenta e louro, 1 colher de sopa de grãos e 1 folha de louro. Tal como o azeite de alho, estes também serão conservados no frigorífico.




Espero que gostem da sugestão!

Espetadas de peru saltimbocca

(In Cozinha Fantástica em 30 minutos)




Estava mais do que decidido que o jantar de sexta seriam bifes de peru, só não sabia como prepará-los. Foi ao folhear o livro de culinária, no meio de tanta cobertura mediática do casamento dos duques de Cambridge, que eu adorei e não me cansei de ver uma noiva tão bonita e como irradiavam felicidade, que encontrei a receita das espetadas.



Só não foram consumidas bem quentinhas, porque deu-me um daqueles ataques de nervos, e só me sentei na mesa para jantar depois de ter a cozinha toda arrumada.



Ingredientes:


- 2 escalopes de peru; - sal; - 2 dentes de alho; - 8 fatias de bacon; - 8 fatias de presunto; - salsa q.b.



Modo de preparação:


Ponha os escalopes de peru entre duas folhas de película aderente e bata-os com o rolo da massa até ficarem com cerca de 1 cm de espessura. Tempere com sal e alho (e sumo de limão). Corte em rectângulos e disponha metade de uma fatia de bacon e metade de uma fatia de presunto, distribuindo pelos espetos. Dá para 4 espetadas com 4 a 5 rolinhos. Acompanhámos com salada de alface e batatas fritas de pacote. Garanto que não toquei em uma única batata!





Estava uma delícia! Espero que gostem!

Biscoitos de coco

(In Cozinha Fantástica em 30 min)




Depois de uma semana de trabalho, e em dia de casamento real, nada como afogar a emoção do dia com uns biscoitos de coco. Ainda por cima, feitos com o apoio do F. que com apenas 2 anos e entre colheradas de coco ralado que foi atrevidamente petiscando, estava deliciado com a ideia de "fazer um bolo"!

Não foi propriamente um bolo, mas vários bolos muito pequeninos que sairam do forno.


Ingredientes: - 150 gr de coco ralado; - 85 gr de frutos secos (usei amêndoas peladas e picadas); - 1 colher de café de canela; - 1 colher de café de extracto de baunilha; - 2 claras grandes; - pitada de sal; - 125 gr de açúcar.


Modo de preparação:

Aqueça o forno a 180ºC e forre o tabuleiro com papel vegetal. Numa tigela bata as claras em castelo e espalhe uma colher de sopa de açúcar e bata bem. Envolva o restante açúcar com a ajuda de uma espátula. Noutra tigela, misture muito bem o coco com os frutos picados, a canela e a baunilha e envolva cuidadosamente nas claras em castelo, sem bater. Com uma colher de sopa deite colheradas do preparado no tabuleiro e leve ao forno por 12-15 min ou até alourarem. Deixe arrefecer no tabuleiro por 2-3 min e depois retire com uma espátula e deixe arrefecer sobre uma rede. Dá para 18-20 biscoitos.




Em menos de 30 min, voaram para as nossas barriguinhas!



Espero que gostem tanto quanto eu!