terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Mais uma tentativa de poupança

Excluindo as poupanças em que a instituição financeira retira o dinheiro da minha conta todos os meses, não consigo poupar um cêntimo... Situação que, para mim, é muito frustrante. A ideia de pagar à empregada não resultou. Não tinha paciência para tomar nota de todos os momentos em que limpava. Claro que podia ter simplificado, calculando três horas por semana para esta despesa.

Depois de ter visto em tantos blogues a ideia dos envelopes, e entendendo que não está muito longe da ideia de "pagar à empregada" (eu) e colocar num envelope, vou voltar a tentar explorar este método.

Para ter sucesso, seria necessário ter um cofre. Eu ficava com o cofre e o marido com a chave. (É muito provável que isso venha a acontecer!)

Ter poupanças é muito bom. Mesmo que sejam apenas 10,00€ por mês. Se não podermos comer bifes todos os dias, não comemos.

Com a entrega do IRS, tive de pagar uma importância acima dos 100,00€. Importância que faria toda a diferença no orçamento familiar, por isso optei por levantar uma das poupanças. Paguei às Finanças e ... comprei os bilhetes para ir a Paris. O preço não foi nada de extraordinário, mas se tivesse de retirar do vencimento, o que ficaria disponível não faria face às despesas mensais.

Estou em pulgas! Pela primeira vez vou andar de avião. Depois da viagem a Madrid, comentámos que seria engraçado visitar duas capitais europeias por ano. Já encontrei um curso de francês gratuito, para melhorar os parcos conhecimentos deste idioma. O engraçado é que não sinto grande dificuldade em reestudar francês. E começo a relembrar algumas coisas! A preparação da viagem fica para outro post, pois este limita-se a incentivar à poupança.

Voltando às poupanças, de momento criei envelopes de acordo com as minhas necessidades:

-> Poupança Renda de Casa: Retirar 50,00€ todos os meses, quando tiver reunido uma mensalidade, reforço uma das poupanças (a que tiver melhor taxa);

-> Poupança Pessoal: 20,00€ todos os meses, esta é para aproveitar os saldos (não contam os desta estação!);

-> Poupança Carro: 20,00€, e a usar apenas em 2014.

-> Poupança Outros: 10,00€, para o que der e vier.

Assim, se tiver alguma despesa inesperada e de extrema urgência, terei dinheiro disponível.

Boas poupanças! Et, bonne chance!

11 comentários:

  1. Minha cara, a minha situação é bem parecida com a tua. E também comecei assim com esses dilemas todos. É certo que ainda hoje não tenho poupança nenhuma que se veja, mas pelo menos já não costumo chegar ao fim do mês aflitinha. Então a idea dos envelopes é razoável (também a tenho) mas a mais eficaz é um mealheiro de lata (mais dificil de abrir) com uma etiqueta a dizer "Poupança" ou "Fundo de emergência" ou algo que incentive a jogar para lá alguma coisa. Nem que seja 1 euro por dia (que é o que eu faço). Pode parecer pouco mas sempre são 365 € por ano.
    Beijoca

    ResponderEliminar
  2. PS-Olha...já agora e porque estás a treinar Francês..."Change" é mudança; "Chance" é sorte. Bejocas

    ResponderEliminar
  3. Obrigada pela correcção! :)

    O mealheiro de lata não funcionou! Eu assaltei-o!

    (Muito provavelmente vou recorrer ao cofre!ahahahaha)

    Beijinho

    ResponderEliminar
  4. Boa ideia.... eu ainda não comecei com as repoupanças :) poupei antes de me juntar para comprar casa e todas as coisas que daí vêm....e desde que me juntei tem sido sempre a gastar...é preciso tanta coisa para por a casa em ordem...mas penso que para Janeiro vou começar com as poupanças novamente :)

    ResponderEliminar
  5. Rita, baby steps é a palavra chave, ou se preferires, grão a grão ... Parece-me bem manter a fasquia baixa para evitar frustrações. Apoio o mealheiro mais que o envelope, por questão de barreira física e asseguro a surpresa agradável no momento de o abrir.
    Bonne chance, chérie

    ResponderEliminar
  6. Essa dos envelopes não conhecia ,já usei uma lata mas só ponha notas e quando abri tinha 700 euros para as férias.
    Pena que agora só tenho um emprego e meio ordenado não dá para nada ,mas penso que melhores dias virão...
    boa semana
    bjs

    ResponderEliminar
  7. As latas não funcionam comigo.
    Claro que duvido dos envelopes, mas pronto, vou experimentar, e até já os arrumei numa prateleira bem alta!
    Este esforço vai significar que fico com pouquíssimo ordenado disponível, é melhor começar já a mentalizar-me... O mais "engraçado" é que estou a viver à seis meses com menos 30% de ordenado e parece que faço melhor gestão do dinheiro. Se conseguir voltar ao ordenado antigo, é certinho que a diferença será para investir pois: "I have a dream!" :)

    ResponderEliminar
  8. Olá Rita,
    Eu acho que com os envelopes estarás num bom caminho, com as latas num melhor ainda.
    Eu posso dizer que tenho os dois (mas o envelope está num cofre). Como vou amealhando notas no envelope e moedas na lata vou conseguindo aos poucos. As notas custa-me tirá-las porque sei que dificilmente as reponho, a lata não a abro porque sei que a vou estragar e depois não compro outra.
    E assim vou conseguindo juntar alguma coisa.
    Com a lata também vou pondo um euro por dia mais ou menos!

    Beijinhos *

    ResponderEliminar
  9. Estou a visitar alguns blogs, e tive o privilégio de encontrar o seu, vi na pagina inicial o que escreveu, e como gostei folheei mais algumas páginas e fiquei maravilhado pelo que vi e li.
    Dou-lhe os parabéns, mas queria deixar um apelo continue assim dando sempre o melhor, boas mensagens, bons temas. Gosto de escrever, mas também gosto de ler bons temas, por isso é que parei aqui.
    Meu nome é: António Batalha.
    Sou um servo de Deus,e deixo aqui a minha bênção,que haja paz,amor na sua vida, muita saúde e felicidade.
    PS. Se desejar seguir meu blog faça-o de forma a que eu possa seguir o seu blog também.

    ResponderEliminar
  10. Boa ideia, mas para quem tem filhos e outras despesas a seu encargo não é fácil, só se receber muito bem. Agora para quem é solteira e ainda a encargo dos pais, é mais fácil poupar algum de lado para um futuro próximo :)

    ResponderEliminar
  11. Agradeço todos os comentários e as sugestões! Vou comentando o sucesso (ou insucesso)!
    Beijinho

    ResponderEliminar

Obrigada pela tua participação!